Escola Nautas

A escola é construída em 2 fases
Fase I Fase II

Escola Nautas – Descrição / texto

Esta escola privada encontra-se numa nova zona empresarial de Oeiras. A nossa cliente emprega o método High Scope, que incita as crianças a participar no seu próprio ensino, responsabilizando-as pelo processo, com o objectivo de as preparar melhor para a vida activa.

Como pode o espaço físico da escola estimular este processo didáctico? A partir da análise de soluções divergentes compreendemos que a circulação e a relação com o exterior são 2 aspectos maiores na vivência da escola e na ligação entre a aprendizagem e a vida real. A partir da inclinação natural do terreno definimos um edifício que se desenvolve em espiral e proporciona vistas do exterior e da própria escola sempre diferentes consoante a posição do observador. A espiral conecta intensamente os vários componentes do programa escolar e os vários ciclos de ensino, despertando a curiosidade e a interacção entre alunos e entre alunos e professores.

Ao soltar-se do chão, a espiral deixa o espaço exterior livre e contínuo num terreno que de outra forma seria demasiado pequeno para um edifício desta dimensão. Por baixo da espiral criamos várias zonas de recreio protegidas da chuva e do Sol.

Observámos que as escolas actuais têm necessidade de arrefecimento durante 80% do ano escolar e por isso desenvolvemos uma solução em que as salas de aula estão orientadas a Norte a circulação está orientada a Sul. Além de evitarmos ganhos solares excessivos para as salas de aula, a uniformidade da luz Norte é mais propícia ao estudo e dispensa o uso de cortinas ou outras protecções solares activas. A posição da espiral maximiza a captação do vento, permitindo assim reduzir o custo dos sistemas mecânicos de renovação de ar e climatização - e da factura energética - em 33% face a uma escola convencional.


Desenhos


Processo


Ficha técnica

Local
Oeiras
Data
2009 - Presente
Área Construída
1529 m² (Fase I)
2151 m² (Fase II)
Área do Terreno
2669 m²

Arquitectura
Vasco Correia e Patrícia Sousa
Colaboraram
Tiago Garrido, Eliana Gonçalves, Jonas Grinevicius e Christoph Schwander